CORITIBA FOOT BALL CLUB

160x600 Escudo Errado Não
Elenco - William Matheus

05/10/2018 17:20:00 ( atualizada em 05/10/2018 23:47:34 )

Coritiba homenageia Marildo

Coritiba homenageia Marildo
Seu Nome:
Seu Email:
Mensagem:
Marque a opção abaixo

Jogador que conquistou dois Paranaenses e o Brasileiro de 1985 pelo Coritiba foi o homenageado da partida contra o Juventude

Como parte das ações que rolam durante os jogos no Couto Pereira, um ex-atleta sempre é homenageado pelo Coritiba. Hoje (05), dia de Coxa x Juventude, o homenageado doi Marildo, que disputou 181 partidas com a camisa coxa-branca, conquistou duas edições do Campeonato Paranaense,  além do Brasileiro de 1985.

Depois de receber uma placa das mãos do presidente do clube, Samir Namur, ele  deu a tradicional volta olímpica no estádio, ovacionado pela torcida. "Foram muitos gols importântes, raça, determinação técnica, e acima de tudo, um dos atletas mais importantes do título de 1985, por isso é um grande ídolo da nossa história e merece ser homenageado", destacou Namur.

"Agradeço a todos pela lembrança, pelo que eu fiz no Coritiba, pelo atleta que eu fui, então eu só tenho que agradecer", agradeceu, Marildo.

Confira como foi:

Sobre Marildo

Catarinense de São Lourenço do Oeste, nascido em 7 de agosto de 1962, Marildo Mendes começou nas categorias de base do Colorado, mas foi defendendo o Coritiba que teve os melhores momentos da sua vitoriosa carreira. Contratado em 18 de janeiro de 1985, Marildo logo ganhou uma vaga no time titular.

Marcador eficiente e muito obediente taticamente, foi peça fundamental na conquista do Campeonato Brasileiro daquele ano. Em um esquema tático que tinha, na teoria, três volantes, Almir, Marildo e Toby, com o último atuando mais à frente, armando as jogadas ofensivas, e o primeiro mais recuado, fazendo a proteção diante da zaga, o incansável Marildo transitava por todos os setores do campo e costumava aparecer de surpresa no ataque, marcando inclusive dois gols importantes naquele torneio: um deles na vitória por 1x0 sobre o Flamengo no Maracanã, em 27 de março de 1985, e o outro, pouco mais de três meses depois, no empate em 1x1 com o Sport em Recife, no dia 3 de julho.

Além do título brasileiro de 1985, Marildo também conquistou os estaduais de 1986 e 1989, ano em que deixou o Alto da Glória. Ele ainda teve uma nova passagem pelo Coritiba em 1993, porém participando de poucas partidas